Data Atual

Miami

10° / 20°
Segunda, 23 Julho 2018

Casas de câmbio já aceitam cartões de crédito para dólares

Casas de câmbio já aceitam cartões de crédito para dólares

Miami, FL - O Banco Central regulamentou a possibilidade de comprar dólar, euro e outras moedas em espécie pelo cartão de crédito. O brasileiro, que tem o péssimo hábito que comprar parcelado ou a prazo acaba sempre pagando mais caro por isso. Tanto o cliente que paga com dinheiro ou no crédito pagam 1,1% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Entretanto, a operadora do cartão cobra uma taxa da empresa toda vez que usamos o cartão de crédito e sempre esta taxa é repassada para o cliente, ou seja, embutida no preço do produto ou serviço e esta mesma lógica vale para o câmbio. Na prática, quem comprar com cartão de crédito pagará até R$ 0,15 a mais por cada dólar, por exemplo. Numa compra de US$ 1 mil, o turista terá que desembolsar até R$ 150,00 extra, além do que se comprasse através de “dinheiro vivo”.

Para Fernando Bergallo, Diretor de Câmbio da FB Capital, a compra da moeda com o cartão de crédito tende a ser conveniente para quem precisa fazer a despesa e não dispõe do dinheiro naquele momento. As bandeiras do cartão cobram uma tarifa que pode variar entre 2% a 6% e esta sempre será repassada ao cliente. “A única forma ainda pior do que comprar moeda estrangeira no Brasil com cartão de crédito é usar o cartão de crédito diretamente no exterior, pois além de pagar o IOF de 6,38%, a cotação que virá será a do dia de vencimento da fatura e não do dia em que a compra foi realizada”, explica Bergallo.

Já era prevista pelo Banco Central esse cenário, mas sua regulamentação só ocorreu recentemente e a novidade só chegou aos compradores agora. A opção do uso do cartão de crédito passou a ser mais uma alternativa para adquirir moedas internacionais e uma alternativa para quem não dispõe de recursos financeiros naquele momento. Vale ressaltar que, é permitido ao turista levar até R$ 10 mil para os EUA. Valores acima deste é necessário fazer o DPV (Declaração de Porte de Valores), formulário da Receita Federal, juntamente com a nota de compra da moeda ou contrato de câmbio.

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar