Data Atual

Miami

10° / 20°
Quarta, 03 Outubro 2018

SeaWorld celebra reabilitação de sucesso de uma beluga

SeaWorld celebra reabilitação de sucesso de uma beluga

Santo Antonio, TX - Há um ano, a equipe de resgate do SeaWorld trabalha para salvar um filhote de beluga de apenas um ano de idade que foi encontrado encalhado. A baleia recebeu o nome de Tyonek e foi a primeira de sua espécie – originária de Cook Inlet, Alasca – uma população de beluga ameaçada de extinção – a obter sucesso no processo de resgate e reabilitação. Hoje, a equipe celebra marcos significativos na recuperação do jovem animal.

Durante este ano de reabilitação, Tyonek ganhou bastante peso – quando chegou ao parque ele estava bem abaixo do peso normal para um filhote de beluga. Desde abril, ele foi introduzido a um novo ambiente, fora da piscina onde ele recebia tratamento, e está conhecendo aos poucos cada um dos nove membros da família de belugas do SeaWorld San Antonio, no Texas. O jovem animal continua a ganhar cada vez mais independência, apresentando diversos comportamentos sociais comuns e interações, como seguir outras baleias e escolher com quais membros da família ele quer interagir.

Tyonek também começou a comer peixes como arenque e capelin como suplemento de sua alimentação diária - dada em mamadeira. Quando chegou ao parque, ele media aproximadamente 1,6 metros e pesava 63 quilos e agora está pesando quase 181 quilos e medindo 1,8 metros, um crescimento dentro do previsto para animais da sua idade.

“O sucesso no processo de reabilitação de Tyonek e o seu crescimento são resultados do esforço em equipe envolvendo autoridades federais, diversas organizações e especialistas em resgate e reabilitação de vários Estados norte-americanos” explica o chefe de operações zoológicas do SeaWorld, Dr. Chris Dold. “Especialistas de diversas organizações colaboraram para dar a Tyonek uma segunda chance de vida e o seu crescimento e aceitação da sua chegada por parte das outras belugas do grupo demonstram o quão dedicados e apaixonados são os profissionais envolvidos no seu cuidado.”

Quando foi encontrado, os especialistas do Alaska SeaLife Center identificaram que Tyonek estava encalhado por várias horas, mas felizmente sem sinais de traumas graves. De outubro de 2017 a janeiro de 2018, os profissionais do SeaWorld, Georgia Aquarium, Shedd Aquarium, Mystic Aquarium e do Vancouver Aquarium ajudaram o Alaska SeaLife Center e a National Oceanic and Atmospheric Administration - NOAA Fisheries a cuidar de Tyonek.

Em janeiro de 2018, a NOAA Fisheries determinou Tyonek como um animal não apto a retornar à natureza, já que ele se tornou dependente nutricional e socialmente devido a sua idade jovem na época do resgate – essa condição não permitiu que ele desenvolvesse habilidades necessárias para sobrevivência e socialização no ambiente selvagem. No mês seguinte, a NOAA Fisheries escolheu o SeaWorld San Antonio para ser o novo lar do filhote, pois era o “melhor lugar para Tyonek se desenvolver” devido à capacidade do parque para atender as necessidades sociais e médicas de Tyonek, apoiar com o transporte necessário e sua habilidade de contribuir com pesquisas científicas que ajudam na conservação da espécie em ambiente selvagem.

O SeaWorld San Antonio abriga uma população de nove belugas, incluindo fêmeas adultas e jovens machos, que são muito importantes para o desenvolvimento social de Tyonek.

“Belugas são criaturas sociais que precisam estar inseridas em grupos com indivíduos de várias idades para se desenvolverem e interagirem adequadamente, ” explica Dra. Heather Hill, professora da St. Mary’s University em San Antonio. “Os machos que vivem no SeaWorld San Antonio têm idades próximas a de Tyonek, o que contribuiu muito com sua socialização, recuperação e crescimento. ”

“Nós pudemos observar Tyonek imitando o comportamento de outras baleias machos e brincando com os brinquedos, ” disse Dr. Steve Osborn, Veterinário sênior no SeaWorld San Antonio. “Tyonek também está nadando, brincando e interagindo com outras belugas, todos são sinais positivos de que ele continua crescendo e aprendendo.”

O SeaWorld se dedica a realizar diversas pesquisas sobre as belugas, projetos educacionais e de preservação. A companhia também tem um papel fundamental no auxílio de mais de 20 estudos científicos publicados desde 1988. Em seu blog, a NOAA Fisheries afirma: “O fato de Tyonek viver no SeaWorld San Antonio e o conhecimento científico que aprenderemos com ele nos próximos anos beneficiará não só o indivíduo, mas também a preservação da espécie Cook Inlet. ”

A população da espécie de beluga de Cook Inlet, ameaçada de extinção, teve uma redução de quase 75% desde 1979, quando caiu de 1,3 mil baleias para quase 328 em 2016. A rápida redução dessa população torna a espécie uma prioridade para a NOAA Fisheries e seus parceiros, para impedir a extinção e promover a recuperação da espécie.

Facebook - Clique para acessar Twitter - Clique para acessar YouTube - Clique para acessar E-mail - Clique para enviar