Miami 31 °C

SUPREMA CORTE DERRUBA BLOQUEIO E MANTÉM DACA VÁLIDO  

Especialista em política internacional comemora bom senso da Justiça Americana sobre o DACA

Elaine Dotto - Miami, FL

18/06/2020

| Atualizado em

18/06/2020

467

SUPREMA CORTE DERRUBA BLOQUEIO E MANTÉM DACA VÁLIDO  

WASHINGTON, DC - A Suprema Corte decidiu na quinta-feira, dia 18, que o governo Trump não pode prosseguir imediatamente com seu plano de encerrar um programa que protege cerca de 600.000 jovens imigrantes conhecidos como Dreamers da deportação.

O chefe de justiça John G. Roberts Jr. redigiu o que foi considerada a opinião da maioria, acompanhado pelos quatro membros mais liberais do Tribunal.

A decisão do Tribunal foi um golpe para uma das promessas da campanha do presidente Trump – de que, como presidente, ele "terminaria imediatamente" com uma ordem executiva do ex-presidente Barack Obama. Segundo Trump, o programa era tido como uma anistia executiva ilegal para centenas de milhares de jovens imigrantes.
O programa - Ação Diferida para Chegadas de Infância - ou DACA, foi anunciado pelo Presidente Barack Obama em 2012. Ele permite que jovens trazidos para os Estados Unidos quando crianças solicitem um status temporário que os proteja da deportação e permita que eles trabalhem. O status dura dois anos e é renovável, mas não fornece um caminho para a cidadania.

Para o CEO da HAYMAN-WOODWARD Leonardo Freitas as decisões executivas devem ser tomadas com cautela e responsabilidade. "Sabemos que existe uma promessa de campanha que, do ponto de vista político, deveria ser cumprida. Mas, até que ponto essa promessa iria ajudar a economia americana? A mão-de-obra dos imigrantes é extremamente fundamental para o desenvolvimento econômico dos Estados Unidos. Perder 600 mil jovens trabalhadores que praticamente foram formados no país seria de absoluta irresponsabilidade. A decisão da Suprema Corte já era esperada por nós. Prevaleceu o bom senso", comemora Leonardo Freitas executivo da HAYMAN-WOODWARD que trata de questões de expatriações globais.