Miami 30 °C

Walmart entra na disputa por Tik Tok

Segundo previsões, se o negócio for concluído pode surgir um gigante digital mais dominante que a Amazon

Elaine Dotto - Nova York, NY

28/08/2020

| Atualizado em

28/08/2020

157

Walmart entra na disputa por Tik Tok

Nova York, NY - Os investidores de Wall Street foram rápidos em ver a lógica por trás do Walmart Inc entrando na briga para comprar a TikTok - acesso a milhões de usuários jovens e com experiência digital que poderiam ajudar a empresa de 60 anos a aumentar suas vendas online.

A cadeia de varejo revelou planos de ingressar na Microsoft Corp em uma oferta pelos ativos da empresa de mídia social nos EUA, horas depois que o presidente-executivo da Tik Tok disse que renunciaria. Segundo analistas, o Walmart já adquiriu uma participação no aplicativo de vídeo curto - propriedade da ByteDance da China - e afirma ter cerca de 100 milhões de usuários mensais ativos nos Estados Unidos.

“Conectar-se com um público mais jovem é vital para a perspectiva de longo prazo do Walmart, especialmente à medida que mais gerações digitalmente nativas entram em seus anos de consumo principal”, disse o analista do UBS Michael Lasser. "As compras tradicionais, compras digitais e mídias sociais estão se entrelaçando. E o Walmart precisa de mais exposição a essa tendência. ”

As empresas têm se esforçado para anunciar e vender em aplicativos como o TikTok e como o Instagram, do Facebook, onde as compras aumentaram, à medida que as pessoas passam horas todos os dias lendo os vídeos virais mais recentes de seus influenciadores favoritos. Cerca de 23% dos usuários dos EUA relataram ter feito uma compra no Instagram no início deste ano, em comparação com apenas 15% no final de 2019, de acordo com uma pesquisa realizada pela RBC Capital Markets.

Uma combinação das operações de comércio eletrônico do Walmart, dados de compra do cliente com a plataforma de nuvem Azure da Microsoft e os usuários mensais da Geração Z do TikTok poderia criar um gigante digital ainda mais dominante do que a Amazon.com Inc ou o Facebook, disse o analista da Jefferies, Christopher Mandeville.

No entanto, qualquer negócio potencial estará sob intensa e minuciosa análise regulatória, já que o TikTok está sob fogo da Casa Branca como um potencial risco à segurança nacional.

A Oracle Corp também fez ofertas para as operações da TikTok nos EUA. 

(Fonte: Reuters)

(Foto:Getty Images)